ANÁLISE-Fundos soberanos podem ser salvação para EUA

quinta-feira, 29 de novembro de 2007 16:34 BRST
 

Por Herbert Lash

NEW YORK (Reuters) - Os fundos de investimento geridos por China e países do Golfo deixaram políticos do Ocidente apreensivos ao flexibilizar seus 2 trilhões de dólares em investimento, mas podem ser a salvação para os combalidos bancos norte-americanos.

Esses países têm aplicado a riqueza conquistada com o comércio global e os preços de commodities no setor financeiro dos EUA afetado pela crise imobiliária.

Na segunda-feira, Abu Dhabi investiu 7,5 bilhões de dólares no Citigroup, o mais visível sinal de uma tendência entre fundos soberanos.

Desde abril esses fundos investiram 37,3 bilhões de dólares em ativos financeiros globais, de acordo com o Morgan Stanley.

A onda de investimentos poderia impulsionar os preços de ativos e prover fontes adicionais de capital aos bancos atingidos pela crise do subprime, avaliou o banco de investimento.

Embora as compras tenham levado o G7 a pedir regras para os fundos, é muito cedo para dizer que o investimento é suficiente para tirar do sufoco o setor financeiro dos EUA.

"Algumas coisas têm que acontecer para realmente acabar com o nevoeiro", disse Don Straszheim, vice-chairman do Roth Capital Partners LLC, em Los Angeles. "Teremos que ver mais alguns desses acordos."

Os fundos soberanos preferem instituições financeiras, acrescentou o Morgan Stanley, citando o caso do Temasek Holdings, de Cingapura, que mantém 38 por cento de seu portfólio em ativos financeiros.   Continuação...