Brasil convoca países em desenvolvimento para reunião sobre Doha

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 16:30 BRST
 

Por Jonathan Lynn

GENEBRA (Reuters) - O Brasil está convocando uma reunião de ministros de países em desenvolvimento no próximo mês, em Genebra, para planejar uma estratégia para a Rodada de Doha de negociações comerciais, disse um diplomata brasileiro na segunda-feira.

Ministros do G20 de países em desenvolvimento foram convidados a comparecer em Genebra, no dia 15 de novembro, disse à Reuters Paulo Estivallet de Mesquita, embaixador interino do Brasil na Organização Mundial de Comércio (OMC).

O G20, que atualmente tem 23 membros, incluindo Brasil, China, Índia e África do Sul, foi formado na reunião da OMC no México, em 2003, para representar a posição de países pobres em relação à agricultura nas negociações comerciais.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, visitará Genebra na quarta-feira para discutir a reunião com embaixadores do G20.

Mesquita afirmou que a reunião vai permitir que países em desenvolvimento avaliem as negociações, lançadas há seis anos na capital do Catar, Doha. Eles também vão planejar uma estratégia.

"Isso mostra que o G20 está comprometido e que realmente quer que as negociações avancem", disse ele.

Os Estados Unidos e a União Européia afirmaram que os países em desenvolvimento estão arriscando arruinar as negociações com exigências para que haja exceções nos cortes das tarifas de bens industriais.

Washington e Bruxelas querem que os países em desenvolvimento mais avançados abram seus mercados para bens industriais em troca de cortes em tarifas e subsídios agrícolas de países ricos.

Mas os grandes países em desenvolvimento, liderados por Brasil, Índia e África do Sul, afirmam que não podem concordar em expor suas indústrias à competição global até que saibam claramente o que vão receber em troca na questão agrícola, particularmente dos EUA.