Confiança do consumidor na França tem novo recorde de baixa

terça-feira, 29 de julho de 2008 07:34 BRT
 

Por Estelle Shirbon

PARIS (Reuters) - A confiança do consumidor francês caiu para novo patamar recorde de baixa em julho, marcando o sétimo recuo consecutivo da taxa, ao mesmo tempo em que um levantamento sobre o comportamento da demanda industrial indicou mais desaceleração para o terceiro trimestre, mostraram dados divulgados nesta terça-feira.

De acordo com a agência de estatísticas INSEE, o indicador de confiança do consumidor francês caiu para leitura negativa de 48 pontos em julho, ante dado negativo de 46 em junho, dando continuidade à série de dados ruins que já levou o indicador para o menor patamar desde 1987, quando o dado começou a ser apurado.

"Julho de 2008 certamente será um dos piores meses que a economia francesa já viveu desde a recessão de 1993", afirmou Marc Touati, economista da Global Equities, em Paris.

A espiral de alta dos preços dos alimentos e do petróleo tem criado dificuldades para os consumidores franceses, que também enfrentam uma desaceleração no mercado de imóveis.

Isso é sustentado pelo dado que mostrou uma queda de 28,2 por cento no início de construções no país no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os preços no atacado subiram 0,7 por cento em junho, na comparação mensal, e 7,3 por cento na comparação anual, informou a INSEE em outro relatório.

O dado mensal representa uma melhora frente ao avanço de 1,3 por cento registrado em maio. Mas a inflação atacadista de maio foi a maior já apurada em 9 anos.

O relatório trimestral sobre a demanda industrial, também divulgado nesta terça-feira, mostrou que a perspectiva para o setor manufatureiro piorou depois da acentuada desaceleração apurada no segundo trimestre.