CÂMBIO-Reunião do Fed e contas externas elevam dólar

terça-feira, 29 de abril de 2008 10:56 BRT
 

SÃO PAULO, 29 de abril (Reuters) - O dólar continuava a subir nesta terça-feira, acompanhando o movimento internacional de alta da moeda norte-americana um dia antes da decisão do Federal Reserve sobre os juros dos Estados Unidos.

Às 10h56, a divisa BRBY era cotada a 1,699 real, com alta de 0,59 por cento. Na segunda-feira, o dólar já havia subido 1,32 por cento, reagindo à piora das contas externas do país.

O déficit nas transações correntes anunciado na véspera ainda interfere no mercado, mas boa parte da alta desta sessão pode ser creditada à dinâmica internacional, disse Marcelo Voss, economista-chefe da corretora Liquidez.

"Formou-se quase um consenso de que amanhã é a última ação do Fed", disse, em referência à reunião do banco central norte-americano, que vem cortando os juros para evitar uma recessão na maior economia do mundo.

Essa perspectiva elevava o dólar ante as moedas emergentes. O peso chileno, por exemplo, caía mais de 1 por cento logo na abertura. "Se pára o ciclo de queda nos Estados Unidos, pára o viés para o carry trade", explicou, citando uma das operações de arbitragem que vinha valorizando o real neste mês.

Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, afirmou também que "os mercados indicam, pelo menos até agora, um viés negativo para o dia, com um aumento da aversão ao risco". As bolsas de valores se mantinham em queda em Nova York e em São Paulo, por exemplo.

À espera da decisão do Fed, o mercado monitora o dado de confiança do consumidor nos Estados Unidos. O número será divulgado às 11h (horário de Brasília). No Brasil, outro fator que pode trazer volatilidade é a formação da última Ptax (taxa média do dólar) do mês.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)