ATUALIZA-Brasinfra vence licitação de trecho leste da Marechal

quarta-feira, 29 de outubro de 2008 14:55 BRST
 

(Texto atualizado com mais informações)

SÃO PAULO, 29 de outubro (Reuters) - O consórcio Brasinfra venceu a licitação pelo trecho leste da rodovia Marechal Rondon nesta quarta-feira, na segunda etapa do programa de concessões rodoviárias do governo do Estado de São Paulo.

O consórcio vencedor fez uma oferta de tarifa de 0,093774 real por quilômetro para trechos de pista dupla. Considerando o valor máximo de 0,107910 real por trecho, definido no edital, a proposta vencedora representou um deságio de 13,09 por cento.

Em relação ao preço atual, o deságio é de 22,08 por cento. A outra proposta para a licitação foi do consórcio BR Vias, com tarifa de 0,014371. O outro grupo participante que entregou proposta foi a Triunfo Participações, mas desistiu do lote.

O trecho leste tem 415 quilômetros. O valor da outorga é de 517 milhões de reais.

O consórcio Brasinfra é formado pelos grupos nacionais Cibe Rodovias e Liao&Leão, e o consórcio conta ainda com a participação da portuguesa Ascendi. A Cibe, que tem 50 por cento do consórcio, opera cerca de 1 mil quilômetros de rodovias no Rio Grande do Sul, 300 quilômetros em São Paulo e 371 quilômetros em Minas Gerais. A Ascendi tem 44 por cento da Brasinfra e, entre os seus acionistas, está o banco português Espírito Santo.

Além do trecho leste da Marechal Rondon, o consórcio fez oferta para os trechos oeste da mesma rodovia e para a Ayrton Senna, afirmou o presidente da Cibe, Hamilton Amadeo. "O deságio (do trecho oeste da Marechal Rondon) até seria um pouco maior se não houvesse mudado o cenário econômico", disse o executivo, afirmando que as condições do financiamento de cerca de 500 milhões de reais mudaram com o agravamento da crise de crédito, reduzindo prazos e volume de recursos e ampliando taxas.

O próximo lote a ser licitado é o da Ayrton Senna, previsto para as 15h.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Carmen Munari)