BOVESPA-Euforia com Fitch dura pouco e índice volta a cair

quinta-feira, 29 de maio de 2008 16:00 BRT
 

SÃO PAULO, 29 de maio (Reuters) - Durou apenas alguns minutos a euforia dos investidores da Bolsa de Valores de São Paulo com o anúncio de que a agência de classificação de risco Fitch elevou o rating soberano do Brasil para a faixa de grau de investimento seguro.

Após imediata reversão para cima, o Ibovespa .BVSP logo retornou ao movimento fraco em que se manteve na maior parte do pregão, embora com intensidade negativa mais baixa. Às 16h, o índice registrava queda de 1,22 por cento, para 72.286 pontos. O giro financeiro era de 6,3 bilhões de reais.

O índice tivera alta de 3,04 por cento na quarta-feira, justamente devido a expectativas de iminente melhora da nota soberana brasileira.

"O mercado já vinha considerando essa possibilidade ao comprar ações recentemente. Como a notícia se confirmou, agora há um movimento de realização de lucros", disse Américo Reisner, operador da corretora Fator.

Além disso, Petrobras e Vale, carros-chefes da bolsa paulista e que já possuem o grau de investimento, caíam na esteira das fortes perdas de commodities.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) recuavam 2,14 por cento, a 49,90 reais, influenciada pela queda de mais de 4 dólares da cotação do barril de petróleo em Nova York, para a faixa de 126 dólares.

Na mesma rota, as ações preferenciais da Vale (VALE5.SA: Cotações) desabavam 3,23 por cento, a 54 reais.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Cláudia Pires)