Equador vai comprar 24 aviões de combate da Embraer

terça-feira, 29 de abril de 2008 21:06 BRT
 

QUITO (Reuters) - O Equador comprará 24 aviões de combate da Embraer, disse o ministro da Defesa brasileiro, Nelson Jobim, à Reuters nesta terça-feira.

"É um negócio feito", disse Jobim durante visita a capital do Equador quando perguntado se o país teria concordado em comprar aviões Super Tucanos.

"O financiamento foi aprovado", acrescentou ele.

O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse que planeja atualizar a força aérea do país para proteger sua fronteira com a Colômbia, após forças colombianas terem bombardeado um campo de rebeldes esquerdistas em território equatoriano.

A incursão de 1o de março levou brevemente a uma ameaça de guerra, mas as tensões diminuíram durante um encontro regional uma semana depois. As tensões entre os dois países, porém, continuam.

Especialistas afirmam que um conflito armado entre os dois países é pouco provável.

Jobim não disse quanto o Equador irá gastar na compra dos aviões, mas a mídia local especula que deverá custar mais de 200 milhões de dólares.

"Eu não sei o preço... os detalhes da compra foram acordados diretamente entre o governo equatoriano e a Embraer", acrescentou Jobim.

(Reportagem de Alonso Soto)