BOVESPA-Pacote dos EUA fracassa e índice tem pior dia desde 1999

segunda-feira, 29 de setembro de 2008 19:00 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e números oficiais de fechamento da bolsa)

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 29 de setembro (Reuters) - Numa segunda-feira negra dos mercados internacionais, a Bolsa de Valores de São Paulo refletiu a sensação de pânico provocada pelo aprofundamento da crise financeira nos Estados Unidos e na Europa e teve o pior dia em quase uma década.

Depois de ter chegado a beliscar os 14 por cento de queda, o Ibovespa .BVSP reduziu as perdas para fechar com desvalorização de 9,36 por cento, aos 46.028 pontos, o menor patamar em 17 meses.

Isso, depois de as negociações terem sido interrompidas pelo circuit break, mecanismo acionado automaticamente quando o índice ultrapassa os 10 por cento de queda, o que não acontecia desde 14 de janeiro de 1999.

O giro financeiro do pregão atingiu 5,73 bilhões de reais.

A rejeição de congressistas ao pacote do governo dos Estados Unidos para tentar evitar uma quebradeira de bancos do país ao mesmo tempo surpreendeu e coroou um dia recheado de notícias assustadoras do setor financeiro global.

Antes, os mercados já reagiam a notícias de novas vítimas da crise recente. Nos Estados Unidos, o Citigroup anunciava a compra das operações bancárias do Wachovi. Pior: o grupo belga-holandês Fortis deu sinais que a desconfiança com a saúde dos bancos chegou à Europa ao ser parcialmente nacionalizado para escapar da insolvência.   Continuação...