Fitch eleva Brasil a grau de investimento

quinta-feira, 29 de maio de 2008 17:26 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A agência de classificação de risco Fitch elevou o Brasil nesta quinta-feira a grau de investimento, tornando-se a segunda grande agência em um mês a conceder esse selo à maior economia da América Latina.

A Fitch afirmou em comunicado que a promoção "reflete a dramática melhora das contas externas e do setor público do Brasil".

"A melhora das finanças externas --em parte devido aos preços mais altos das commodities, mas também pelo resultado de uma boa gestão-- juntamente com o status de credor externo líquido tornou o Brasil muito mais resistente aos choques financeiros globais", comentou Shelly Shetty, diretora sênior do grupo de ratings soberano da Fitch.

A agência também elogiou as autoridades brasileiras pelo compromisso com a inflação baixa e com um superávit primário que "tem dissipado as preocupações anteriores sobre a sustentabilidade fiscal de médio prazo".

A Fitch elevou a nota da dívida de longo prazo em moeda estrangeira de "BB+" para "BBB-". No final do mês passado, a Standard & Poor's já havia concedido a mesma nota ao Brasil.

Entre as grandes agências de risco, só a Moody's não classifica o país nessa cobiçada faixa.

(Reportagem de Walter Brandimarte)