Commerzbank está pronto para comprar o Dresdner Bank--fontes

sexta-feira, 29 de agosto de 2008 10:35 BRT
 

Por Patricia Uhlig e John O'Donnell

FRANKFURT, 29 de agosto (Reuters) - O grupo Allianz (ALVG.DE: Cotações) está pronto para vender o Dresdner Bank para o Commerzbank (CBKG.DE: Cotações), em um negócio que irá fundir o segundo e o terceiro maiores bancos da Alemanha, disseram fontes diretamente ligadas à negociação nesta sexta-feira.

O Commerzbank deve comprar 51 por cento das ações do Dresdner agora e o restante mais tarde, disseram as fontes. O negócio deve ser anunciado neste final de semana.

Ao comprar o Dresdner, que analistas estimam ser avaliado em 9 bilhões de euros (13 bilhões de dólares), será criado um grupo que concorrerá com o rival Deutsche Bank (DBKGn.DE: Cotações), e mudará a cara do setor bancário na Alemanha, a maior economia da Europa.

O sindicato Verdi acredita que o negócio poderá resultar na perda de até 12 mil empregos, os quais poderiam ser poupados caso o Allianz tivesse escolhido outro possível comprador, como o China Development Bank [CHDB.UL].

O conselho de supervisão do Allianz irá se reunir na tarde de domingo, e a maioria dos observadores espera que a venda do banco, comprado há sete anos com estardalhaço mas que acabou sendo um embaraço custoso para o maior grupo de seguros da Europa, seja selada.

Os arquitetos da compra do Dresdner, que foi adquirido há sete anos atrás por 24 bilhões de euros, esperavam conquistar correntistas entre os clientes do Allianz e vender produtos como seguro de automóveis nas agências do banco.

Mas o Dresdner acabou acumulando perdas de mais de 3 bilhões de euros, graças às recentes baixas contábeis de investimentos ruins.

Em junho do ano passado, a Reuters informou que o Allianz começara a considerar a venda do Dresdner. Mas achar um comprador não tem sido fácil, principalmente por causa do seu braço de investimentos, que sempre tendeu a gerar prejuízos e que o Allianz nunca teve a intenção de manter, disse uma fonte interna.

A compra irá ampliar o escopo de atuação do Commerzbank. Apesar de ser uma das maiores instituições de financiamento da Alemanha, o banco ainda é considerado um peso-leve para os padrões europeus, com um valor de mercado de cerca de 13 bilhões de euros --menos da metade de seu vizinho de Frankfurt, o Deutsche Bank.

As ações do Commerzbank caíam 1,69 por cento, para 20,11 euros às 10h34 (horário de Brasília), enquanto as ações do Allianz subiam 0,55 por cento.