CÂMBIO-Dólar avança e aguarda reação externa a dados dos EUA

quinta-feira, 29 de novembro de 2007 10:50 BRST
 

SÃO PAULO, 29 de novembro (Reuters) - O dólar operava em alta na manhã desta quinta-feira, refletindo a expectativa dos mercados internacionais por dados sobre a economia dos Estados Unidos.

Às 10h50, a moeda norte-americana BRBY subia 0,39 por cento, a 1,801 real. Na véspera, a esperança de um corte do juro norte-americano aumentou o apetite pelo risco e ajudou o dólar a despencar 2,34 por cento, para menos de 1,80 real.

O mercado de câmbio diminuiu a instabilidade das últimas sessões, quando exibiu variações de mais de 2 por cento para cima e para baixo, e aguardava a reação dos mercados a indicadores dos Estados Unidos.

Dados atualizados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do país saem às 11h30 (horário de Brasília). No mesmo relatório, os investidores recebem números sobre a inflação nos gastos de consumo pessoal dos norte-americanos.

Enquanto não vinham os indicadores, os índices futuros das bolsas em Nova York eram afetados pela alta de mais de 2 dólares do petróleo nos Estados Unidos após uma explosão em oleodutos entre o Meio-Oeste do país e o Canadá.

"O fluxo (de dólares para o Brasil) continua de entrada, só que a volatilidade lá de fora vai influenciar bastante aqui", disse Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento.

O ingresso de recursos era reforçado pela oferta pública inicial (IPO) da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), cujas ações estréiam na sexta-feira. A operação tem atraído muitos estrangeiros, segundo analistas.

O comportamento dos estrangeiros no mercado futuro também pode abrir espaço para uma queda do dólar. Esses investidores, que vinham desmontando rapidamente suas apostas na desvalorização da moeda norte-americana, interromperam na quarta-feira o movimento de ajuste.

Dados da BM&F confirmaram que, na última sessão, as posições vendidas em dólar dos estrangeiros tiveram leve queda, passando para 216 milhões de dólares, ante 339 milhões no dia anterior.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Renato Andrade)