BOLSA EUROPA-Bancos impulsionam índices após alta nos EUA e Ásia

quarta-feira, 29 de outubro de 2008 07:38 BRST
 

LONDRES, 29 de outubro (Reuters) - Os mercados acionários europeus operavam em alta nesta quarta-feira, seguindo os ganhos das bolsas dos Estados Unidos e da Ásia, à medida que investidores apostavam que o Federal Reserve cortará a taxa de juros em uma tentativa de estimular o crescimento econômico.

Às 7h29 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3 das principais ações européias registrava alta de 3,46 por cento, a 863 pontos, em sua segunda alta seguida depois de uma onde de cinco dias seguidos de queda.

Wall Street registrou seu segundo melhor dia da história na terça-feira, com os principais índices acionários exibindo valorização de cerca de 10 por cento.

O Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, deve anunciar seu veredicto quanto à taxa de juro às 16h15 (horário de Brasília). Em uma pesquisa da Reuters, dealers primários esperam que a taxa básica de juro será cortada para 1 por cento ante o atual patamar de 1,5 por cento.

O Japão poderá seguir os Estados Unidos no corte da taxa de juro esta semana, disse uma fonte com conhecimento do assunto. O índice Nikkei .N225 da bolsa de Tóquio registrou alta de 7,7 por cento.

As ações do setor bancário eram as que mais puxavam os ganhos nos mercados europeus, com os papéis do UBS UBSN.VX em alta de mais de 10 por cento, do Standard Chartered (STAN.L: Cotações) em valorização de 12,3 por cento e o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) em alta de 12,7 por cento.

As ações do BBVA (BBVA.MC: Cotações) eram negociadas em alta de 8,6 por cento, depois de o banco ter informado que o lucro líquido recorrente de nove meses subiu 9,1 por cento para 4,321 bilhões de euros antes 3,962 bilhões, em comparação com expectativa de 4,18 bilhões de pesquisa da Reuters.

"Aproveite a festa enquanto pode", disse David Buik, comentarista de mercado da Cantor Index em Londres.

A Volkswagen (VOWG.DE: Cotações), a maior queda da Europa, registrava desvalorização de 44,7 por cento após notícias de que a bolsa de valores alemã irá cortar o peso de ações no índice de blue-chips alemão DAX .GDAXI, depois de uma forte valorização das ações da montadora, que fez dela a maior companhia do mundo por alguns instantes.   Continuação...