Mercado vê IPCA abaixo de 4% no ano; PIB avança 4,7%

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 09:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Economistas consultados pelo Banco Central reduziram suas estimativas para a inflação em 2007, mas mantiveram inalteradas as projeções para a taxa de crescimento do país e o juro em dezembro, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

De acordo com o levantamento, os analistas acreditam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrará o ano com alta de 3,86 por cento, levemente abaixo dos 3,91 por cento estimados na pesquisa passada.

Para 2008, a projeção continua a mesma: avanço de 4,10%.

Nos dois casos, as estimativas apontam para inflação abaixo do centro da meta, que é de 4,5 por cento.

No cenário mais amplo, os economistas seguem apostando que a economia brasileira crescerá 4,7 por cento neste ano e o juro básico encerrará dezembro no atual patamar de 11,25 por cento.

No ano que vem, o Produto Interno Bruto (PIB) do país deve crescer 4,4 por cento, e a taxa básica de juro deve estar em 10,25 por cento em dezembro.

(Por Renato Andrade)