ATUALIZA-BC mantém juro em 13,75%, de olho em efeitos da crise

quarta-feira, 29 de outubro de 2008 20:29 BRST
 

(Texto reescrito e atualizado com mais informações)

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA, 29 de outubro (Reuters) - O Banco Central interrompeu nesta quarta-feira o ciclo de aumento do juro básico brasileiro, mantendo a Selic em 13,75 por cento ao ano. A decisão, considerada por analistas uma das mais difíceis dos últimos anos, foi unânime.

Em breve comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) citou o aumento das incertezas, mas não mencionou claramente a piora da crise global de crédito.

"Avaliando o cenário prospectivo e o balanço de riscos para a inflação, em ambiente de maior incerteza, o Copom decidiu neste momento manter a taxa Selic", informou o colegiado do BC.

Pesquisa da Reuters na semana passada mostrou o mercado dividido sobre o rumo da Selic, mas com a maioria apostando na manutenção.

Os analistas avaliavam que, se de um lado a economia enfrenta risco de desaceleração diante da crise financeira global, por outro o Banco Central também tem de estar atento às pressões inflacionárias decorrentes da escalada do dólar.

Com o aumento da turbulência nos mercados financeiros, o dólar saiu da faixa de 1,50 real em que estava em meados do ano e chegou a ser cotado a 2,50 reais.   Continuação...