AGENDA POLÍTICA-Lula vai à Fifa; governo busca acordo para CPMF

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 12:45 BRST
 

Por Carmen Munari

SÃO PAULO (Reuters) - As negociações entre o governo e senadores tucanos para a prorrogação da CPMF até 2011 prosseguem nesta próxima semana. O voto favorável da bancada de 13 senadores é considerado chave para a aprovação da emenda constitucional no Senado e é do interesse de governadores da legenda.

Apesar da conversa com o ministro Guido Mantega (Fazenda) na última quinta-feira, os tucanos afirmam que ainda não foi apresentada uma proposta. "Aguardaremos para ver o que eles vão propor. Enquanto isso, o PSDB votará contra a emenda", disse o presidente do partido, senador Tasso Jereissati (CE).

Da lista de pedidos apresentada pelo PSDB na reunião com Mantega, na quinta-feira, o governo teria descartado a redução da alíquota da CPMF, hoje em 0,38 por cento, e a vigência da prorrogação por apenas um ano.

Outros itens são a redução da carga tributária, ampliação dos recursos em saúde, redução dos gastos correntes da União, limite de endividamento e aprovação da reforma tributária em um ano.

Um acordo precisa ocorrer até dia 9 de novembro, data em que o relatório da senadora Katia Abreu (DEM-TO) sobre a prorrogação tem que ser votado na Comissão de Constituição e Justiça, antes de ir ao plenário.

Veja a seguir os principais fatos da semana.

SEGUNDA-FEIRA

-- O presidente Lula está em Salvador, onde participa de cerimônia de inauguração de unidade do Senai. Depois, em Camaçari, vai a solenidade de comemoração da fabricação de 1 milhão de veículos pela Ford. Entre um compromisso e outro, almoça com o governador da Bahia, Jaques Wagner. -- O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), assume a presidência, quando Lula embarcar para a Suíça. O presidente viajará a partir de Salvador. Já como presidente, Chinaglia participa da premiação "As empresas mais admiradas do Brasil", promovida pela revista Carta Capital.   Continuação...