BC da China diz que aperto monetário vai continuar

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 11:17 BRST
 

XIANGHE, China, 29 de outubro (Reuters) - A China vai continuar com sua política de aperto monetário, mantendo a restrição à oferta de dinheiro e ao crescimento do crédito, disse uma autoridade do banco central no domingo.

Su Ning, vice-presidente do BC chinês, falou alguns dias após dados mostrarem que a economia do país ainda registra crescimento vigoroso, o que alimentou expectativas de um novo aumento da taxa de juro.

"Vamos continuar a implementar uma política monetária estável inclinada a um aperto moderado", disse Su em um fórum financeiro em Xianghe, na província de Hebei, próximo a Pequim.

O crescimento anualizado diminuiu levemente no terceiro trimestre, para 11,5 por cento, e a inflação ao consumidor, em taxa anualizada, desacelerou em setembro para 6,2 por cento --perto do maior nível em uma década, de 6,5 por cento, registrado em agosto.

"Vamos aumentar o esforço quanto ao controle econômico em momentos apropriados para garantir que a oferta de dinheiro e o crescimento do crédito se mantenham estáveis."

Ele não detalhou qualquer medida específica, dizendo somente que o banco central será flexível, usando diversas ferramentas.

A China já aumentou cinco vezes a taxa de juro neste ano e oito vezes o depósito compulsório dos bancos. O BC chinês também está engajado em uma campanha para garantir que as instituições mantenham o controle sobre seu crédito.