BC do Japão deve manter juro; crescimento e inflação devem cair

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 11:03 BRST
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO, 29 de outubro (Reuters) - O Banco do Japão deve reduzir suas estimativas de crescimento e inflação para ano quando divulgar, nesta semana, seu relatório semestral sobre perspectivas econômicas.

O banco central japonês deve também manter a taxa básica de juro no atual patamar de 0,5 por cento, durante a reunião do comitê de política monetária na quarta-feira, poucas horas antes do Federal Reserve decidir o rumo do juro norte-americano.

A expectativa é que o BC do Japão reafirme em seu relatório, que também será divulgado na quarta-feira, que a economia do país segue o caminho de crescimento modesto mas sustentado, e que as taxas de juro precisam ser elevadas gradualmente.

Essa postura do BC, entretanto, tem ficado cada vez mais difícil de ser vendida, uma vez que os preços ao consumidor continuam caíndo.

"O que o Banco do Japão quer fazer é determinar um tom cauteloso na economia, mas também mostrar que um aumento da taxa de juro ainda está no cardápio", afirmou Hideo Kumano, economista-chefe da Dai-ichi Life Research Institute.