FHC aparece ao lado de Kassab em inauguração de obra em SP

terça-feira, 29 de janeiro de 2008 20:06 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) surpreendeu nesta terça-feira ao comparecer à inauguração de estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Ele chegou à estação Comendador Ermelino, depois de passar pela USP Leste, no momento em que o prefeito Gilberto Kassab (DEM) discursava.

Serra, anfitrião do evento, procurou afastar o tom eleitoral da presença do ex-presidente, que em entrevista recente defendeu o apoio do PSDB à candidatura de Kassab para a eleição paulistana em outubro. O apoio tucano ao prefeito garantiria a recíproca do DEM ao projeto de Serra de se tornar presidente da República em 2010.

O governador disse que o ex-presidente estava no local apenas para visitar uma exposição sobre a trajetória da Universidade de São Paulo (USP), onde lecionou.

"Aqui há uma exposição da história da Universidade de São Paulo. Portanto é uma homenagem que a USP faz ao seu presidente, aluno e professor. E o presidente Fernando Henrique nos deu a honra, o orgulho de comparecer a esta inauguração", disse Serra a jornalistas.

Segundo a assessoria do governador, no entanto, o secretário de Transportes, José Luiz Portella, foi o responsável pelo convite ao ex-presidente, que não discursou.

Serra ainda explicou que o governo do Estado convidou para a cerimônia o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), mas ele recusou o convite porque cumpria agenda em Ourinhos, interior de São Paulo.

Um assessor de Alckmin, que também pretende concorrer à prefeitura paulistana, confirmou que o ex-governador passou dois dias em Ourinhos realizando palestras.

Kassab ainda enfrentou outro evento concorrido nesta terça-feira durante a posse do novo secretário especial de Desburocratização do município, Rodrigo Garcia. A cerimônia lotou o grande saguão da sede da prefeitura, reunindo deputados, vereadores e funcionários públicos.

Serra, ex-prefeito de São Paulo que deu lugar ao vice Kassab quando se candidatou ao governo, estava representado pelos secretários Aloysio Nunes Ferreira (Casa Civil) e Guilherme Afif (Trabalho). O presidente da Assembléia Legislativa, Vaz de Lima (PSDB), também compareceu.   Continuação...