29 de Janeiro de 2008 / às 23:09 / 10 anos atrás

Lula pede a Bush empenho pessoal para finalizar Rodada de Doha

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao presidente dos Estados Unidos George W. Bush seu empenho pessoal para a conclusão da Rodada Doha de livre comércio, disse o porta-voz do Planalto, Marcelo Baumbach.

Em telefonema de 20 minutos na tarde desta terça-feira, Lula disse a Bush que nas conversas que o chanceler brasileiro Celso Amorim teve no Fórum Mundial, em Davos, semana passada, foi possível perceber um novo ímpeto para a conclusão rápida da Rodada de Doha.

“Lula pediu a Bush o esforço dos Estados Unidos no sentido de acelerar essa conclusão”, disse o porta-voz.

Os dois líderes não tocaram nas diferenças que opõem os países mais industrializados aos países em desenvolvimento nas negociações comerciais.

Lula relatou sua conversa telefônica com o premiê britânico Gordon Brown, semana passada, quando também tratou da Rodada de Doha e propôs a Bush uma reunião em abril, na Europa. Lula havia sugerido a Brown uma reunião de líderes que pudesse ir além dos impasses técnicos para acelerar o processo. Em abril, Lula irá a Londres para uma conferência sobre governança corporativa.

“Bush disse que irá a Romênia em abril e que está aberto para tornar possível o encontro com Lula na Europa”, contou Baumbach.

Segundo o porta-voz, Lula também pediu a Bush que recebesse os líderes do Fórum Empresarial Brasil-EUA, em março. Lula teve encontro com o Fórum em novembro de 2007 “para discutir a contribuição privada no fortalecimento das relações bilaterais”.

“Bush pediu mais detalhes técnicos sobre o encontro e vai analisar a possibilidade de receber os empresários”, disse Baumbach em áudio divulgado pelo site da Presidência da República.

O presidente brasileiro também falou de sua visita a Bolívia em dezembro passado e pediu a Bush a prorrogação do ATPDEA, uma lei de promoção comercial e de erradicação de drogas que confere benefícios tributários aos países andinos.

“Lula disse que esta lei é responsável por 80 mil empregos na Bolívia, grande parte ocupado por mulheres arrimos de família”, disse Baumbach.

“Bush declarou que está de mente aberta, mas afirmou que a extensão do ato não depende apenas dele, mas passa pelo Congresso”, acrescentou o porta-voz.

Lula ainda disse a Bush que está enviando uma carta para reiterar o convite para a conferência sobre biocombustíveis, nos dias 20 e 21 de novembro, em São Paulo. O evento será imediatamente antes da conferência da Apec (Cooperação Ásia-Pacífico), em Lima, a qual Bush irá comparecer.

O presidente norte-americano não descartou sua participação na conferência de biocombustíveis, já que estará na América do Sul, afirmou Baumbach.

Reportagem de Mair Pena Neto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below