Indicadores reforçam expansão da indústria no país, mostra CNI

terça-feira, 30 de outubro de 2007 15:18 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A indústria brasileira consolidou no terceiro trimestre o ritmo de crescimento verificado entre abril e junho e os indicadores de evolução do emprego e da produção atingiram os patamares mais altos em três anos, informou entidade do setor nesta terça-feira.

De acordo com levantamento feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o aumento da produção do setor veio acompanhado de crescimento da utilização de capacidade instalada, especialmente das empresas de pequeno e médio porte.

Isso significa que o uso de capacidade das grandes empresas permaneceu estável, o que, no entender da CNI, é um "indício de que os investimentos em expansão do parque produtivo estão mais concentrados nas grandes empresas".

Ao mesmo tempo, os estoques industriais reduziram-se ao longo de todo o ano, ajustando-se ao nível planejado pelas empresas.

"Esse ajustamento é um bom sinal para a economia brasileira neste fim de ano, pois sinaliza que aumentos adicionais de demanda serão respondidos com aumento da produção", afirmou a entidade em sua Sondagem Industrial, publicada nesta terça.

Na pesquisa feita com 1.502 empresas, entre os dias 27 de setembro e 18 de outubro, a CNI identificou que o foco da indústria nos próximos seis meses estará no mercado interno, já que as perspectivas para as exportações apontam para redução do comércio exterior.

"O otimismo com relação à demanda interna contrasta com o pessimismo com relação às exportações", afirmou a entidade em comunicado.

(Por Renato Andrade)