United e US Airways suspendem conversas para fusão--fonte

sexta-feira, 30 de maio de 2008 08:43 BRT
 

Por Jui Chakravorty Das

NOVA YORK (Reuters) - A United Airlines e a US Airways suspenderam negociações de fusão por causa de preocupações de oposição de trabalhadores e custos de integração. Enquanto isso, a United caminhou para caminhou para mais perto de uma aliança com a Continental Airlines, informou uma fonte próxima das negociações.

O presidente-executivo da United, Gleen Tilton, informou a seu colega na US Airways, Doug Parker, que o melhor para as empresas agora não é buscar uma fusão no momento. Mas ele deixou abertas futuras possibilidades para as companhias aéreas, informou uma fonte.

A United e a US Airways não comentaram o assunto.

As duas companhias aéreas estavam mantendo negociações sobre uma possível fusão há alguns meses, enquanto a United também discutia com a Continental Airlines uma fusão completa.

A onda de discussões aconteceu depois que a Delta Airlines e a Northwest Airlines informaram em abril que planejavam uma fusão que criaria a maior empresa do setor no mundo.

A idéia da operação era uma defesa contra os preços cada vez maiores dos combustíveis, economia fraca e crescente competição com companhias aéreas européias.

Depois de sofrerem 35 bilhões de dólares em prejuízos e finalmente deixarem um processo de recuperação de cinco anos em 2006, as companhias aéreas dos Estados Unidos esperam que fusões e alianças dêem a elas mais poder de mercado para reduzirem quantidade de vôos e aumentarem tarifas.

(Reportagem adicional de Sinead Carew e Steve James)