Dólar sobe 3,22% no mês e mercado prevê mais volatilidade

sexta-feira, 30 de novembro de 2007 16:51 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou estável nesta sexta-feira, apesar da menor aversão ao risco, mas encerrou novembro com alta de 3,22 por cento.

A expectativa de analistas é de que o câmbio mantenha-se volátil até o final do ano, ainda pelas incertezas sobre o impacto da crise de crédito sobre o crescimento dos Estados Unidos e por questões sazonais.

A moeda norte-americana terminou o dia a 1,794 real. Em 2007, a divisa ainda acumula queda de 16 por cento em 2007.

O dólar começou a sessão em baixa de mais de 1 por cento. A estréia das ações da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), que atraiu muitos estrangeiros, era um dos fatores que reforçava o fluxo cambial positivo, segundo operadores.

Além disso, os investidores aumentaram o apetite pelo risco após comentários do chairman do Federal Reserve.

Ben Bernanke reconheceu, na quinta-feira, que a turbulência financeira nas últimas semanas afetou as projeções de expansão do país. Isso aumentou a expectativa de redução do juro na reunião de 11 de dezembro. Assim, o risco Brasil caiu mais de 10 pontos-básicos à tarde, e as moedas de outros países emergentes ganharam terreno diante do dólar.

Mas perto do final da sessão o câmbio repetiu o comportamento da véspera e a queda do dólar foi anulada.

Tarcísio Rodrigues, diretor de câmbio do Banco Paulista, disse que o movimento se deu por motivos técnicos. "Foi uma falta de dólar no mercado à vista... mas nada de anormal", disse.   Continuação...