RPT-PETROBRAS descobre óleo leve em águas rasas em Santos

sexta-feira, 30 de maio de 2008 07:53 BRT
 

(Repete texto publicado na noite de quinta-feira)

SÃO PAULO, 30 de maio (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) informou na quinta-feira a descoberta de óleo leve (36 graus API) em águas rasas no sul da Bacia de Santos, no bloco BM-S-40.

O poço está a cerca de 275 quilômetros de Santos, em lâmina d'água de 235 metros, de acordo com a estatal, segundo a qual os testes comprovaram "as altas vazões esperadas para o tipo de reservatório e óleo encontrados, com um potencial de produção por poço estimado de mais de 12.00 barris por dia".

A Petrobras é a única empresa que opera no bloco, onde espera começar a perfurar um segundo poço no mês que vem. A empresa não forneceu estimativa sobre o tamanho das reservas.

"A descoberta tem grande importância devido ao potencial de produção de um óleo leve e a localização da jazida em águas rasas", disse a estatal em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Na semana passada, a Petrobras confirmou uma promissora descoberta de óleo leve na camada pré-sal no bloco BMS-8, que opera em conjunto com a Royal Dutch Shell (RDSa.L: Cotações) e da portuguesa Galp (GALP.LS: Cotações), que têm, respectivamente, participações de 20 e 14 por cento.

Em novembro passado, a Petrobras estimou as reservas no gigantesco campo de Tupi, também na Bacia de Santos, entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris --o que o tornaria uma das maiores descobertas petrolíferas nos últimos 20 anos.

Geólogos dizem que o potencial pré-sal do Brasil poderia ser de mais de 70 bilhões de barris, mas especialistas avaliam que a produção pode ser tecnicamente desafiadora e cara, em parte porque o movimento do sal exige escoamento reforçado. A produção acima da camada de sal é mais fácil.

(Reportagem de Maurício Savarese e Andrei Khalip; Edição de Mair Pena Neto)