França destaca avião para aguardar libertação de Betancourt

domingo, 30 de março de 2008 11:10 BRT
 

PARIS (Reuters) - A França enviou um avião à Guiana Francesa que ficará preparado para levar a refém franco-colombiana Ingrid Betancourt no caso de haver um acordo entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para a libertação dela, disse o gabinete do presidente francês Nicolas Sarkozy no domingo.

"O avião está levando equipamentos médicos", disse um porta-voz.

O avião executivo Falcon 900, que geralmente acompanha Sarkozy em viagens internacionais, pousou num campo aeroportuário próximo a Cayenne, capital da Guiana Francesa, no sábado e está "pré-posicionado" em alerta, informou o gabinete.

O porta-voz disse que o avião ficará estacionado até segunda-feira quando será substituído por outro avião totalmente equipado com aparelhos médicos.

A Colômbia disse no sábado que a França estaria disposta a receber ex-guerrilheiros das Farc como parte de um possível acordo para libertar uma série de reféns mantidos pela guerrilha, incluindo Betancourt.

A proposta é parte de um pacote de ofertas feitas pelo presidente colombiano, Alvaro Uribe, para as Farc, num esforço para levar os rebeldes a libertarem os reféns sequestrados, mantidos há até 10 anos em acampamento secretos na selva.

Nesta semana, Uribe fez um apelo para que os combatentes das Farc aceitem suas ofertas de recompensas em dinheiro e sentenças de prisão reduzidas para abandonar as fileiras rebeldes e entregar os reféns.

França, Espanha e Suíça realizam esforços para chegar a um acordo para a troca de combatentes das Farc por reféns mantidos pela guerrilha. As pressões neste sentido aumentaram depois de relatos indicando que a ex-candidata presidencial Betancourt está gravemente doente após seis anos no cativeiro.

(Reportagem de Gerard Bon)

 
<p>A franco-colombiana Ingrid Betancourt, em foto publicada pelo governo colombiano em 30 de novembro de 2007. Photo by Reuters (Handout)</p>