China detém 22 suspeitos de contaminar leite, diz mídia local

terça-feira, 30 de setembro de 2008 07:34 BRT
 

PEQUIM, 30 de setembro (Reuters) - A polícia da província chinesa centro do escândalo do leite contaminado prendeu 22 pessoas suspeitas de envolvimento na adição de melamina nos produtos, informou a mídia estatal na terça-feira.

Milhares de crianças foram hospitalizadas com doenças renais e quatro morreram depois de beber leite em pó contaminado com a subtância usada em resinas. As mortes causaram revolta entre a população e reacenderam a preocupação com a segurança da indústria alimentícia, depois de uma série de problemas com outros produtos.

As autoridades de província de Herbei prenderam os suspeitos depois de operações em dezenas de fazendas produtoras de laticínios e estações de compra de leite, nas quais 220 quilos de melamina foram apreendidos, segundo o China Daily.

O jornal citou a polícia, que teria dito que 19 dos detidos eram gerentes de pastos, fazendas e estações compradoras de leite.

"De acordo com a investigação policial, a melamina era produzida em instalações clandestinas e, então, vendida às fazendas e estações", informou o jornal.

Um homem de sobrenome Gao é suspeito de produzir um "pó proteico" contendo melamina, que pode ser usada para enganar verificações de qualidade. Um homem chamado Xue é suspeito de ter vendido o pó em estações distribuidoras de leite, publicou o jornal.

(Por Jason Subler)