CMN repete meta de inflação de 4,5% para 2010

segunda-feira, 30 de junho de 2008 18:11 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou nesta segunda-feira a meta de inflação de 2010 em 4,5 por cento, alvo adotado pelo país desde 2005. O intervalo de tolerância também foi mantido em dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

"O CMN, partindo da avaliação de que o desenho da meta de inflação tem tido resultados bastantes satisfatórios para a economia, decidiu manter em 4,5 por cento a meta para 2010", afirmou o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Bernard Appy.

A decisão, tomada em um momento de aceleração da inflação no Brasil e no mundo, veio em linha com a expectativa de economistas.

O CMN é formado pelos ministros da Fazenda e do Planejamento e pelo presidente do Banco Central.

(Reportagem de Isabel Versiani)