BOLSA EUROPA-Mercados operam sem rumo comum após "não" a pacote

terça-feira, 30 de setembro de 2008 08:32 BRT
 

Por Peter Starck

FRANKFURT, 30 de setembro (Reuters) - As bolsas de valores da Europa operavam nesta terça-feira sem direção comum, influenciadas por queda de ações de bancos depois que o Congresso dos Estados Unidos rejeitou o pacote de 700 bilhões de dólares de resgate do setor financeiro. O movimento minimizava ganhos em ações de mineradoras e da rede de varejo britânica Tesco (TSCO.L: Cotações).

Às 8h27 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que reúne as principais ações no continente, exibia leve valorização de 0,2 por cento, a 1.049 pontos, depois de oscilar entre terrenos positivo e negativo mais cedo. Na segunda-feira, o índice atingiu o menor patamar desde 22 de novembro de 2004.

O FTSEurofirst 300, que caiu 5,2 por cento na segunda-feira, acumula queda de 12 por cento no mês e de 13 por cento no trimestre.

Analistas atribuíram a turbulência à continuação das incertezas sobre eventual aprovação pelo Congresso norte-americano do projeto de resgate do setor financeiro.

"O pacote deve vir e virá. Mas será doloroso para os bancos, os quais terão de limpar seus balanços", disse Heino Ruland, analista do FrankfurtFinanz.

"Como não se deve ter notícias da aprovação do pacote antes de quinta-feira, operações mais seguras devem continuar populares", informou o UniCredit em uma nota.

Operações seguras geralmente significam que investidores vendem ações e compram ativos de renda fixa, como papéis de governo.

Em linha com os últimos dias de negócios, os bancos apresentavam as piores baixas da sessão, com o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) despencando 9,12 por cento, o italiano UniCredit (CRDI.MI: Cotações) apresentando queda de 4,8 por cento, o francês French BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações) se desvalorizando 3,6 por cento e o alemão Deutsche Bank (DBKGn.DE: Cotações) recuando 2,96 por cento.   Continuação...