Confiança da indústria em setembro tem pior leitura em 4 meses

terça-feira, 30 de setembro de 2008 08:27 BRT
 

SÃO PAULO, 30 de setembro (Reuters) - A indústria brasileira continua produzindo em ritmo acelerado, mas a confiança dos empresários já não é a mesma.

De acordo com pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgada nesta terça-feira, o índice de confiança do setor caiu 2,2 por cento entre agosto e setembro. Na comparação com o mesmo período do ano passado a queda foi de 1,9 por cento.

"Embora mantenha-se em patamar historicamente elevado, este é o menor índice dos últimos quatro meses, sinalizando uma diminuição do ritmo de atividade industrial em setembro", afirmou a FGV em comunicado.

Um dos problemas identificados na pesquisa é o aumento dos estoques industriais em setembro. A proporção de empresas que consideram o nível atual dos estoques como insuficiente foi de apenas 2 por cento, enquanto a parcela dos que avaliam como excessivo ficou em 5 por cento.

A pesquisa, que ouviu 1.042 empresas entre 1o e 25 de setembro, mostrou ainda que as indústrias pretendem continuar contratando novos empregados, mas o processo tende a ser em ritmo mais moderado do que o verificado em setembro do ano passado.

De acordo com os dados, do total de empresas consultadas, 32 por cento projetam aumento do número de empregados ao longo do último trimestre do ano. Em setembro de 2007 essa proporção era de 37 por cento.

(Reportagem de Renato Andrade; Edição de Vanessa Stelzer)