BOVESPA-Repique não impede 4o mês seguido de queda do índice

terça-feira, 30 de setembro de 2008 18:18 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e números oficiais de fechamento da bolsa)

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 30 de setembro (Reuters) - Crente de que a rejeição ao plano dos Estados Unidos contra a crise financeira não é definitiva, o investidor voltou a comprar com apetite ações na Bolsa de Valores de São Paulo, que teve nesta terça-feira a segunda maior alta de 2008.

O Ibovespa .BVSP, principal índice do mercado doméstico, escalou 7,63 por cento, para 49.541 pontos, depois do tombo de 9,36 por cento na véspera, a maior queda em quase uma década.

Em linha com o movimento financeiro mais tímido em Wall Street, devido ao feriado do Ano Novo Judaico, o volume de negócios na bolsa paulista também ficou abaixo da média recente, em 4,87 bilhões de reais.

O dia seguinte ao fracasso de Washington em fazer passar na Câmara dos Deputados o pacote de 700 bilhões de dólares foi recheado de declarações ponderadas de autoridades dos Estados Unidos, todas indicando que o plano tende a ser avalizado ainda esta semana.

"Os mercados estão precificando isso", disse o economista-chefe do banco Bradesco, Otávio de Barros, durante apresentação a profissionais do mercado. "O pacote simplesmente não pode não ser aprovado."

Em Wall Street, essa sensação impulsionou o índice Dow Jones .DJI em 4,68 por cento, um dia depois de o indicador ter registrado a pior performance em 21 anos.   Continuação...