Banco central holandês segura venda de ativos do ABN pelo Fortis

terça-feira, 30 de setembro de 2008 19:53 BRT
 

AMSTERDÃ/BRUXELAS, 30 de setembro (Reuters) - O banco central holandês está adiando a aprovação da venda pelo Fortis FOR.BR por 709 milhões de euros (1 bilhão de dólares) dos ativos do ABN AMRO para o Deutsche Bank (DBKGn.DE: Cotações) de forma a atender as demandas antitrust da União Européia, afirmou o Fortis nesta terça-feira.

O Fortis precisa vender as operações para atender as demandas antitrust da Comissão Européia após comprar o ABN AMRO no último ano junto com o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) e o espanhol Santander (SAN.MC: Cotações) por um total de 70 bilhões de euros.

A venda de duas unidades em julho que prestavam serviço para grandes clientes corporativos, 13 divisões comerciais para clientes de médio porte, parte do Hollandsche Bank Unie N.V, e da empresa de serviços financeiros IFN Finance resultou na perda de 300 milhões de euros para o Fortis.

"O Fortis foi informado pelo De Nederlandsche Bank (DNB), o banco central holandês, de que a decisão para a aprovação da venda de diversos ativos do ABN AMRO para o Deutsche Bank que não será tomada antes de mais informações, seguindo de mais revisões", afirmou a Fortis em comunicado.

A Fortis afirmou que o DNB tomou a decisão pois "circunstâncias excepcionias nos mercados financeiros internacionais, a incerteza em relação ao futuro dos acionistas da ABN AMRO Bank e as implicações destas incertezas de todas as partes envolvidas".

(US$1=0,6985 euro)

(Rerportagem de Reed Stevenson e Darren Ennis)