Expansão da Rio Tinto abre espaço para pólo siderúrgico em MS

quarta-feira, 30 de julho de 2008 15:26 BRT
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 30 de julho (Reuters) - A expansão da Rio Tinto (RIO.L: Cotações) no Brasil, projeto que envolve investimentos de 2,15 bilhões de dólares para produzir 12,8 milhões de toneladas de minério de ferro a partir de 2010, vai viabilizar a construção de um pólo siderúrgico em Corumbá (MS), informou o diretor financeiro e de recursos humanos da Rio Tinto Brasil, Aloísio Oliveira.

A logística era o maior desafio para a expansão da Rio Tinto no país, segundo Oliveira, mas a evolução do preço do minério e as boas perspectivas de demanda futura, puxada pela China, garantem a sustentabilidade do crescimento da empresa no Brasil, nesse e em outros projetos.

O projeto de Corumbá estava na gaveta desde o início desta década.

"Se o preço fosse o de cinco anos atrás não estaríamos aqui hoje", disse nesta quarta-feira Oliveira a jornalistas.

Na terça-feira, a empresa anunciou investimentos de 2,15 bilhões de dólares para expandir suas atividades em Mato Grosso do Sul. [ID:nN29328641]

Oliveira afirmou ainda que analisa áreas no Pará e na Bahia em busca de mais minério e bauxita, e que está aberto a todas as oportunidades que aparecerem.

A empresa, segunda maior mineradora do mundo e que busca se valorizar para evitar uma compra pela BHP (BLT.L: Cotações), conseguiu este ano ajuste do minério maior do que a Vale, rompendo uma tradição de anos das mineradoras seguirem o mesmo índice do primeiro contrato fechado.

Ainda em fase de estudo de viabilidade por duas empresas, cujos nomes Oliveira ainda não pode revelar, o pólo siderúrgico de Mato Grosso do Sul poderá ter a adesão de mais três, informou.   Continuação...