Citigroup vende US$4,5 bi em ações, 50% mais que o previsto

quarta-feira, 30 de abril de 2008 14:48 BRT
 

Por Jonatham Stempel e Dan Wilchins

NOVA YORK (Reuters) - O Citigroup informou nesta quarta-feira que vendeu 4,5 bilhões de dólares em ações ordinárias, 50 por cento acima do previsto inicialmente, melhorando a situação financeira do maior banco dos Estados Unidos após bilhões de dólares em baixas contábeis e outras perdas vinculadas a crédito.

As ações do banco operavam em queda de 3 por cento no início da tarde, após a venda que diluiu as posições dos atuais acionistas.

O Citigroup informou que pode ampliar a oferta para 4,95 bilhões de dólares para atender à demanda. O vice-presidente financeiro da instituição, Gary Crittenden, afirmou que o banco ampliou a oferta original de 3 bilhões de dólares "em resposta à forte demanda de uma ampla base de investidores".

Desde o final do ano passado, o Citigroup levantou mais de 40 bilhões de dólares em capital, incluindo 10,5 bilhões de dólares durante a última semana e meia.

O banco sofreu mais de 46 bilhões de dólares em perdas com crédito e baixas contábeis desde o final de junho e teve prejuízos de cerca de 15 bilhões de dólares nos últimos dois trimestres.

Meredith Whitney, analista da Oppenheimer & Co que, em outubro passado, previu corretamente as necessidades de capital do Citigroup, informou que o banco ainda precisa levantar de 10 bilhões a 15 bilhões de dólares ou cortar centenas de bilhões de dólares em ativos.

Whitney disse que o Citigroup pode ter que cortar dividendos mais uma vez, após a redução de 41 por cento de janeiro. Mesmo assim, a pagamento anual de dividendo do Citigroup pode exceder os 6,5 bilhões de dólares.

As ações do banco subiram 46 por cento entre meados de março e o encerramento de terça-feira, o que provavelmente encorajou a administração a promover a venda de ações agora, disseram analistas.