Bolsas da Ásia fazem pausa antes de reunião do Fed

terça-feira, 30 de outubro de 2007 08:23 BRST
 

Por Iuan Chua

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia recuaram nesta terça-feira de máximas atingidas na véspera, com o dólar interrompendo seu declínio em um momento em que os investidores seguraram posições antes da reunião do Federal Reserve que decidirá os juros dos Estados Unidos. A expectativa é de corte da taxa.

O petróleo recuou para abaixo de 93 dólares o barril depois de alcançar nível recorde de 93,80 dólares na segunda-feira. Enquanto isso, o ouro perdeu o maior nível em 28 anos após série de cinco dias de valorizações.

Prevista para começar nesta terça-feira, a reunião de dois dias do Fed deve reduzir as fed funds, que estão em 4,75 por cento, enquanto o Banco Central norte-americano tenta isolar a economia dos estragos causados pela crise nos mercados imobiliário e de crédito.

Na reunião de setembro, o Fed cortou a taxa de juros em 50 pontos básicos, impulsionando os mercados acionários globais.

Os investidores também estão aguardando a reunião do Banco do Japão. O BOJ deve manter a taxa de juros dos país em 0,5 por cento na quarta-feira, mas deve reduzir suas previsões de crescimento econômico e da inflação e ressaltar mais riscos à expansão no cenário de meio ano.

A bolsa de TÓQUIO fechou em queda de 0,3 por cento, após valorização de 1,2 por cento na segunda-feira. Enquanto isso, o índice MSCI que mede os principais mercados da região Ásia-Pacífico menos o Japão recuava 0,46 por cento às 8h (horário de Brasília).

Na segunda-feira, o indicador subiu 2,5 por cento para um segundo recorde consecutivo de fechamento, elevando os ganhos no ano para 48 por cento, mais que o triplo do registrado pelo índice de ações mundiais .

"Os investidores ficaram de lado pois ainda não podem prever qual será a reação do mercado, especialmente em Nova York, depois do esperado corte de juro", disse Koichi Ogawa, da Daiwa SB Investments.

A bolsa de SEUL caiu 0,51 por cento, TAIWAN teve queda de 0,53 por cento, CINGAPURA se desvalorizou em 0,56 por cento e SYDNEY recuou 0,62 por cento. No sentido oposto, HONG KONG subiu 0,16 por cento e XANGAI avançou 2,6 por cento.