Petróleo cai com forte aumento das reservas norte-americanas

quarta-feira, 30 de abril de 2008 18:03 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em queda nesta quarta-feira, estendendo as quedas para mais de 5 por cento frente ao recorde de alta, após o governo norte-americano divulgar um avanço acima do esperado nas reservas da commodity.

No entanto, as perdas foram limitadas no final da sessão após o Federal Reserve cortar a taxa de juro em 0,25 ponto percentual e indicar que espera que a inflação desacelere --um sinal que mais cortes são possíveis.

Na Nymex, o contrato junho caiu 2,17 dólares, ou 1,9 por cento, e fechou a 113,46 dólares por barril, sendo negociado entre 113,30 e 116,70 dólares.

Em Londres, o petróleo tipo Brent recuou 2,07 dólares para 111,36 dólares, sendo negociado entre 111,17 e 114,66 dólares.

"Toda vez que eles cortam juros e deixam a porta aberta para outros cortes eles basicamente deixam em segundo plano os preços das commodities", disse Peter Beutel, presidente da Cameron Hanover.

Os cortes das taxas de juros podem aumentar a liquidez dos mercados financeiros, iluminar o panorama para atividade econômica e demanda energética, e enfraquecer o dólar frente a outras moedas, o que tende a impulsionar os preços das commodities.

Os preços do petróleo caíram fortemente durante o dia após a Administração de Informações de Energia afirmar que as reservas subiram 3,8 milhões de barris, muito acima dos 300 mil barris esperados por analistas.

"No geral é um numero baixista, particularmente para o petróleo com um aumento acima do esperado (das reservas)", disse Eric Wittenauer, analista da Wachovia Securities.

(Reportagem de Richard Valdmanis)