Petrobras anuncia aumento dos combustíveis; Cide cai

quarta-feira, 30 de abril de 2008 18:16 BRT
 

Por Camila Moreira e Isabel Versiani

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - A Petrobras anunciou nesta quarta-feira o reajuste de 10 por cento para o preço da gasolina e de 15 por cento para o do diesel, o primeiro aumento dos combustíveis no Brasil desde setembro de 2005.

Os reajustes nos combustíveis passarão a vigorar a partir do dia 2 de maio, de acordo com nota da estatal à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

"Esse reajuste foi definido pela Companhia levando em consideração um novo patamar internacional de preço do petróleo, em uma perspectiva de médio e longos prazos, e está em linha com as premissas definidas no Plano Estratégico da Petrobras de manter parametrizados os preços dos derivados ao mercado internacional", disse a nota.

Logo após o anúncio da Petrobras, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou em Brasília que o governo decidiu reduzir a taxação sobre os combustíveis para eliminar para os consumidores, nas bombas, o impacto da alta do preço da gasolina e do diesel nas refinarias.

A redução, no caso, será feita no percentual da incidência sobre os combustíveis da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), uma tarifa criada inicialmente para levantar recursos para a recuperação de estradas.

No caso da gasolina, a Cide vai cair dos atuais 28 centavos de real por litro para 18 centavos por litro. No diesel, a redução vai ser dos atuais 7 centavos para 3 centavos por litro.

Na última vez em que houve aumento de gasolina no Brasil, em setembro de 2005, os contratos futuros de petróleo nos Estados Unidos eram cotados ao redor de 65 dólares o barril.

Entretanto, desde o início do ano, os preços da commodity vêm batendo recordes depois de ultrapassar os 100 dólares em fevereiro e já chegaram a atingir 120 dólares. Nesta quarta-feira, o petróleo nos EUA fechou a 113,55 dólares o barril.

Na semana passada o presidente Luis Inácio Lula da Silva admitiu que havia uma discrepância entre os valores internacionais do petróleo e o preço da gasolina no Brasil. A Petrobras é responsável pelos ajustes dos combustíveis no país porque é a única que possui refinarias. Ela anunciou na quarta-feira um ajuste de 6,6 por cento para o querosene de aviação.