RPT-Boeing anuncia programa de recompra de ações de US$7 bilhões

terça-feira, 30 de outubro de 2007 07:19 BRST
 

(Repete matéria publicada na noite de segunda-feira)

Por Bill Rigby

NOVA YORK, 30 de outubro (Reuters) - A Boeing anunciou na segunda-feira que recomprará até 7 bilhões de dólares em suas ações, o que torna o programa de recompra um dos maiores já realizados pela fabricante de aeronaves.

O anúncio veio em meio a uma queda nas ações da companhia que já dura três meses. Os papéis da Boeing caíram 10 por cento desde julho, quando atingiram cotação histórica em meio aos problemas na produção que levaram a Boeing a adiar o lançamento do 787 Dreamliner.

As ações da empresa passaram a subir ainda mais pouco depois do anúncio e fecharam em alta de 1,01 por cento, para 96,99 dólares na Bolsa de Valores de Nova York. O papel da empresa chegou ao seu máximo histórico no dia 25 de julho, quando foi cotada a 107,80 dólares.

O plano permite a recompra de cerca de 9 por cento das ações da Boeing que estão em circulação nos preços atuais. O maior plano de recompra já realizado pela companhia permitia a volta de 15 por cento das ações para as mãos da Boeing.

A empresa suspendeu seus programas de recompra após os ataques de 11 de setembro de 2001 e retomou esse tipo de transação somente em 2004, desde então a empresa readquiriu o equivalente a 8 bilhões de dólares em suas ações.

"Nossa sólida performance financeira nos permite devolver valor a nossos acionistas, enquanto continuamos a investir em nosso crescimento e nos tornamos mais produtivos", disse o presidente-executivo da Boeing, Jim McNerney em comunicado.

Na semana passada a empresa anunciou um crescimento de quase 60 por cento no seu lucro de terceiro trimestre, para 1,1 bilhão de dólares, ajudada pelas boas vendas de seus jatos comerciais.

A empresa, no entanto, reviu para baixo sua previsão de receita para o ano que vem, devido aos atrasos no 787 Dreamliner e um menor crescimento na sua unidade de defesa.