ATUALIZA-Três consórcios dão garantias e disputarão hidrelétrica

sexta-feira, 30 de novembro de 2007 19:28 BRST
 

(Texto atualizado com contexto)

Por Renata de Freitas

SÃO PAULO, 30 de novembro (Reuters) - Três consórcios disputarão a concessão da hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira (RO), em 10 de dezembro. A estatal Eletronorte e o grupo de investidores capitaneado pela empresa brasileira Alusa deixaram de entregar as garantias obrigatórias, desistindo do leilão.

As informações foram divulgadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira.

Os interessados no maior projeto energético do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com capacidade de 3.150 megawatts, deveriam entregar garantia de 95 milhões de reais ou 1 por cento do investimento estimado de 9,5 bilhões de reais em dinheiro, títulos federais ou certificados bancários.

Os dois interessados que acabaram desistindo do leilão haviam negociado a formação de um só consórcio, mas na última hora não houve acordo. Mesmo assim, a Eletronorte chegou a se inscrever isoladamente, e a Alusa a formar um consórcio, o único sem participação de uma estatal elétrica.

O movimento da Eletronorte ao se inscrever foi uma surpresa, causando inquietação entre os investidores de peso que disputarão o direito de construir e operar a usina na região amazônica. A versão de que a Eletronorte cumpria uma política de governo, com o objetivo de derrubar o preço da energia no leilão, foi contestada pelo Ministério de Minas e Energia.

Apesar das desistências de Alusa e Eltronorte, a expectativa é que a disputa entre os três consórcios restantes seja acirrada. Veja os grupos que permanecem na disputa:   Continuação...