Aneel reduz preço teto da energia do rio Madeira para R$122 MW/h

quarta-feira, 31 de outubro de 2007 10:07 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 31 de outubro (Reuters) - O preço teto da energia que será gerada pela usina de Santo Antonio, no rio Madeira, em Rondônia foi reduzido em quase 10 reais o megawatt/hora no edital definitivo do leilão. A queda foi uma determinação do Tribunal de Contas da União, que aprovou com ressalvas as diretrizes do edital em 10 de outubro.

Segundo o edital, aprovado na terça-feira pela agência reguladora do setor, Aneel, o preço máximo que o vencedor do leilão poderá cobrar será 122 reais o megawatt/hora. A íntegra do edital será publicada no Diário Oficial na quinta-feira, informou a Aneel em um comunicado na noite de terça-feira.

O leilão da primeira usina do rio Madeira está previsto para 10 de dezembro. A usina Santo Antônio terá 3.150 megawatts de capacidade instalada. O empreendimento deverá gerar energia a partir de 2013, data prevista para a entrada em operação da primeira unidade geradora.

Segundo o edital, o projeto inclui a instalação de 44 turbinas e a área do reservatório terá 271 quilômetros quadrados. O prazo até a implantação final é de 90 meses (7 anos e meio).

O valor total do investimento, avaliado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para a construção da UHE Santo Antonio foi definido em 9,5 bilhões de reais, com data de referência de dezembro de 2006. O tempo da concessão é de 30 anos.

O leilão estará aberto à participação de empresas nacionais públicas ou privadas, de forma isolada ou reunidas em consórcios, observou a Aneel. Pelo cronograma estimado do leilão, a entrega de documentos para inscrição de empresas (proponentes e compradoras) deverá ocorrer até o próximo dia 20 de novembro.