CÂMBIO-Dólar cai abaixo de R$1,75 com apostas no mercado futuro

quarta-feira, 31 de outubro de 2007 10:19 BRST
 

SÃO PAULO, 31 de outubro (Reuters) - O dólar era cotado abaixo de 1,75 real nesta quarta-feira, influenciado pela entrada de moeda no país e pela aposta majoritária no mercado futuro pela valorização do real.

O comportamento dos mercados estrangeiros antes da decisão sobre o juro nos Estados Unidos, no entanto, trazia um pouco de cautela para o mercado de câmbio.

Às 10h18, o dólar BRBY tinha queda de 0,29 por cento, para 1,748 real. Na abertura do pregão à vista da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), a moeda chegou a ser negociada a 1,745 real. É o menor nível desde 12 de abril de 2000.

A sessão é marcada pela volatilidade trazida pela formação da última Ptax (taxa média do dólar) do mês. A taxa é usada para a liquidação de contratos futuros em vencimento, e muitos agentes tentam influenciar a cotação do dólar no mercado à vista para garantir uma Ptax mais favorável no final do dia.

Agentes de mercado apontam que a aposta majoritária é pela queda do dólar. De acordo com dados da BM&F, os investidores institucionais brasileiros são os agentes com maior posição vendida no mercado futuro de dólar.

Já os bancos sustentam mais de 22 bilhões de dólares em posição vendida em dólar em contratos de swap reverso, reforçando a pressão pela queda da moeda norte-americana na formação desta Ptax.

A aposta na alta do real era reforçada pela perspectiva de entrada de moeda no país por meio de operações comerciais, investimentos em ações e captações de empresas, por exemplo.

"A captação da Petrobras (de 1 bilhão de dólares, anunciada na segunda-feira) não entra no mercado (brasileiro), mas ela não deixa de ser um fator positivo pois pode favorecer outros agentes de mercado a fazer emissões externas. A gente sabe que alguns bancos têm umas emissões engatilhadas no curto prazo", disse Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento.

O mercado, porém, mantinha um pouco de cautela antes da decisão do Federal Reserve sobre o juro dos Estados Unidos. O anúncio do BC norte-americano será feito às 16h15 (horário de Brasília), após o fechamento do mercado de câmbio.

Por isso, os agentes monitoram a série de indicadores com divulgação prevista --sobre crescimento e inflação, por exemplo-- para tentar antecipar a decisão. O mercado espera um corte de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juro norte-americana, atualmente em 4,75 por cento.