Vale avalia investir na Colômbia mas ainda não tem decisão

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008 10:38 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale esclareceu nesta quinta-feira que está avaliando investimentos na Colômbia, mas que ainda não definiu quais seriam e nem o montante a ser aplicado no país vizinho.

Segundo comunicado da mineradora um dia após o presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, ter anunciado a intenção da Vale de investir 6 bilhões de dólares no país, a decisão de investimento ainda não foi avaliada pela diretoria executiva.

"A Vale tem estudado, com o apoio do governo colombiano, alguns projetos de geração de energia hidrelétrica nesse país. Contudo, até o momento não houve definição técnica a respeito de qualquer projeto específico", informou a empresa em nota.

A Vale explicou que dentro do seu planejamento estratégico vem tentado desenvolver a exploração de "suas vastas reservas de bauxita de alta qualidade", e para isso precisa de energia a preço competitivo, fator que vai definir a localização de uma nova planta de alumínio primário da companhia.

Segundo a mineradora, a Colômbia, grande produtora mundial de carvão, indicou interesse em atrair investimentos nessa área, o que também interessa à Vale.

O carvão faz parte do foco estratégico da Vale, que se tornou produtora com a aquisição de operações na Austrália, programa a construção do projeto de Moatize, em Moçambique, e realiza estudos sobre a viabilidade do projeto Belvedere, na Austrália. A Xstrata, novo alvo de compra da gigante brasileira, também possui grandes reservas do mineral.

A Vale também está construindo uma usina de geração de energia elétrica, movida a carvão térmico, em Barcarena, no Estado do Pará.

"Como sempre, essas opções de investimento serão analisadas e, se e quando houver uma decisão a respeito, em conformidade com os elevados padrões de transparência praticados pela Vale, ela será tornada pública", informou a empresa.

Segundo o presidente colombiano, os projetos da Vale na Colômbia, hoje restritos à pesquisa mineral, seriam uma geradora de energia, uma planta de alumina --principal matéria-prima do alumínio-- e um porto.

(Por Denise Luna)