Líder do DEM pede expulsão de Lobão Filho do partido

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008 18:12 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do DEM na Câmara, Onyx Lorenzoni (RS), entrou nesta quinta-feira com pedido de expulsão da legenda do senador Edison Lobão Filho (DEM-MA).

Segundo o deputado, Lobão Filho, alvo de denúncias, traiu o partido ao participar das negociações para a nomeação de seu pai como ministro de Minas e Energia.

Na opinião de Lorenzoni, não há condições de fazer um acordo para uma desfiliação amistosa do senador.

"Não fiz acordo com ninguém. O partido não pode fazer acordo. Se ele não saiu por bem, sai por mal", disse Lorenzoni.

O líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN), disse anteriormente ter fechado acordo em nome do partido com o novo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA), garantindo que seu filho seria desfiliado de forma tranquila e que a legenda não recorreria à Justiça para ficar com a vaga dele no Senado.

Inicialmente, o DEM queria a desfiliação de Lobão Filho pela acusação de ter usado laranjas em uma de suas empresas no Maranhão, a Bemar Distribuidora de Bebidas, investigada por sonegação fiscal.

(Texto de Mair Pena Neto)