Paulson: EUA ainda enfrentam dificuldade no mercado imobiliário

quinta-feira, 31 de julho de 2008 15:43 BRT
 

WASHINGTON, 31 de julho (Reuters) - O secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, afirmou nesta quinta-feira que, embora as restituições de impostos irão ajudar a economia no segundo semestre, o país ainda enfrenta dificuldade com a turbulência nos mercados de crédito e imobiliário e com os altos custos energéticos.

"Enquanto o estímulo torna nossa economia mais forte, a correção no setor imobiliário, as turbulências no mercado de crédito e os altos preços de energia continuam sendo um peso considerável para a economia --e os efeitos desse peso podem ser vistos no mercado de trabalho", destacou em nota preparada para um evento.

Paulson afirmou que sua "primeira e mais urgente prioridade" é resolver os problemas imobiliários e dos mercados financeiros.

Mas tal resolução poderá levar um tempo pois os preços dos imóveis devem continuar caindo no próximo ano e as execuções de hipotecas e os estoques de moradias não vendidas devem provavelmente "continuar substancialmente elevadas neste e no próximo ano".

Paulson ressaltou que existe um estoque equivalente a 10 meses de novas moradias no mercado e de 11 meses de casas para revenda, frente à média mundial de seis ou sete meses.

"A questão chave é 'quando a correção ficará para trás?'... Acredito que iremos superar o grosso dessas correções em meses e não em anos", acrescentou.

(Reportagem de David Lawder)