Wall Street sobe no dia, mas S&P tem pior janeiro desde 1990

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008 20:19 BRST
 

Por Ellis Mnyandu

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira, após uma grande seguradora de bônus ter reassegurado investidores sobre sua estabilidade, impulsionando a valorização de ações do setor financeiro, afetado recentemente pela crise no mercado de crédito.

O índice Dow Jones subiu 1,67 por cento, a 12.650 pontos. O Standard & Poor's 500 teve alta de 1,68 por cento, para 1.378 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq ganhou 1,74 por cento, a 2.389 pontos.

No acumulado de janeiro, o Dow perdeu 4,8 por cento, sua pior queda neste mês desde 2000. O S&P caiu 6,2 por cento, seu resultado mais fraco para o período desde 1990.

O Nasdaq teve sua pior queda de janeiro da história, desvalorizando-se 9,9 por cento no mês.

O mercado começou a subir após a MBIA, maior seguradora de bônus dos Estados Unidos, ter assegurado possuir capital suficiente para continuar suas operações de pagamento sobre bônus corporativos e municipais.

Segundo executivos da companhia, a agência de classificação Standard & Poor também afirmou que a seguradora possui dinheiro suficiente para continuar com sua classificação AAA.

As ações financeiras, incluindo do Bank of America, também subiram. Um rebaixamento na classificação de risco pode levar a bilhões de dólares a mais de perdas e baixas contábeis relacionadas à crise do mercado de hipotecas de risco.

As ações da MBIA subiram 11 por cento, enquanto os papéis da rival Ambac avançaram 9,2 por cento.

"A MBIA basicamente apareceu e disse que os temores são exagerados, que não vão à falência, que têm bastante capital, que não vão perder o status 'AAA"', disse Anthony Conroy, chefe de negociações da BNY ConvergEx. "Isso aliviou muitos temores", acrescentou.

(Reportagem adicional de Herb Lash)