Embraer vê forte demanda por jatos executivos até 2017

quinta-feira, 31 de julho de 2008 18:27 BRT
 

Por Todd Benson

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (Reuters) - A Embraer vê a demanda mundial por jatos executivos em pelo menos 13.150 aviões no próximos 10 anos, impulsionada por um robusto crescimento econômico nos mercados emergentes, afirmou um executivo da empresa nesta quinta-feira.

A fabricante de aviões espera que o mercado global para esse tipo de aviões atinja aproximadamente 201 bilhões de dólares em vendas até 2017 à medida que mais corporações e indivíduos ricos deixem de lado as dificuldades dos vôos comerciais.

"Eu diria até mesmo que este número é conservador", disse a jornalistas Luis Carlos Affonso, vice-presidente executivo de Aviação Executiva, na principal fábrica da empresa.

Affonso afirmou que alguns players da indústria vêem o mercado de jatos executivos totalizando aproximadamente 300 bilhões de dólares na próxima década, e a Embraer irá provavelmente revisar positivamente a sua previsão no final do ano.

Ele afirmou ainda que a Embraer não vê sinais de que os custos de combustíveis estejam afetando a demanda nesse segmento da aviação.

"Jatos executivos se tornaram uma ferramenta produtiva essencial em um mundo globalizado", disse ele.

A Embraer, líder mundial de jatos regionais para companhias aéreas comerciais, tem investido pesadamente nos últimos anos em aviação executiva para diversificar a sua base.

Anteriormente neste ano, a sua diretoria aprovou um plano para gastar 750 milhões de dólares para desenvolver dois novos aviões, aumentando a sua frota de jatos executivos para seis.   Continuação...