31 de Março de 2008 / às 21:53 / 9 anos atrás

Alckmin é pressionado pelo DEM; PSDB e PT já articulam alianças

Por Carmen Munari

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-governador Geraldo Alckmin, virtual candidato tucano à prefeitura de São Paulo, continua sob pressão para manter a aliança com o Democratas. Nesta segunda-feira, ele recebeu o apelo do líder da bancada de vereadores do DEM, Carlos Apolinário, para dialogar com o prefeito Gilberto Kassab.

“Ele me garantiu que a ponte não está quebrada, que ainda que há possibilidade de conversa”, disse Apolinário.

O vereador contou que o encontro, realizado no escritório de Alckmin, levou 40 minutos. “Fui conferir se ainda havia possibilidade de entendimento com Kassab”, disse Apolinário, que agora vai relatar a conversa ao prefeito.

Kassabistas insistem no apoio dos tucanos à candidatura do prefeito na eleição deste ano, enquanto o movimento pró-Alckmin realizou um ato com cerca de 800 correligionários a favor de sua candidatura na semana passada.

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, tentou colocar um ponto final na disputa ao afirmar que não havia mais entendimento e que cada partido vai sair com um candidato.

Alckmin, que divide a liderança da mais recente pesquisa Datafolha com a petista Marta Suplicy, começa a ter agenda de candidato e vai a Brasília dia 8 de abril para encontro com deputados tucanos, enquanto seus aliados iniciaram a articulação das coligações para a campanha, sem o DEM.

Edson Aparecido (SP), da bancada federal e um dos políticos mais próximos do ex-governador, afirma que os alvos principais são o PPS, PTB, PDT e PMDB. O objetivo é fechar os acordos até maio, mas, à exceção do PPS, os demais são da base de sustentação do governo Lula.

MARTA COM LULA

Os petistas miram o PR, o PCdoB e também o PMDB. “As conversas já existem”, disse um parlamentar próximo às negociações.

O PT municipal começou a debater o plano de governo e realizou seminário neste sábado em que a militância optou pela área em que vai atuar para colaborar com o programa.

Após 14 dias em viagem à China, em atividades para promover o turismo nacional, Marta chega nesta terça-feira.

O principal compromisso da ministra do Turismo nesta semana será na sexta-feira, no Guarujá, litoral de São Paulo, quando lança a ampliação do programa Viaja Mais Melhor Idade, com o aumento do número de hotéis que concedem descontos a pessoas acima de 60 anos. No ato, ela conta com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Marta recebeu o aval de Lula para se lançar candidata em meados de março. Ainda assim, não tomou uma resolução pública, enquanto o partido pressiona para uma decisão ainda em abril.

Kassab, em terceiro na pesquisa, tem mantido desde janeiro um ritmo de trabalho intenso. Há dias em que sua agenda tem quatro compromissos públicos. Seu principal alvo são as inaugurações de AMAs (Assistências Médicas Ambulatoriais).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below