CMN amplia área de ação de bancos estaduais de desenvolvimento

quinta-feira, 31 de julho de 2008 13:25 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira a ampliação da área de atuação dos três bancos de desenvolvimento estaduais em atividade no país, de modo a incluir os Estados limítrofes à região onde estejam instalados.

Pelas regras em vigor até então, os bancos de desenvolvimento de Minas Gerais, do Espírito Santo e do Extremo Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) só poderiam financiar projetos nos Estados ou região em que estão.

Com a resolução aprovada pelo CMN, as instituições poderão atuar em regiões vizinhas sempre que detectarem projetos de benefícios mútuos, afirmou a jornalistas o chefe do Departamento de Normas do Banco Central, Amaro Gomes.

O CMN aprovou ainda proposta de decreto presidencial autorizando a venda do banco BGN, sediado em Recife, e de sua controlada BGN Leasing ao banco francês BNP Paribas.

O BGN, de capital fechado, tem patrimônio de 194 milhões de reais e ativos totais de 1,540 bilhão de reais, segundo informações do BC.

A operação de venda se dará por meio de transferência de ações.

(Reportagem de Isabel Versiani)