BOVESPA-Dados negativos dos EUA ditam realização de lucros

quinta-feira, 31 de julho de 2008 11:29 BRT
 

SÃO PAULO, 31 de julho (Reuters) - Após subir forte por duas sessões, a Bolsa de Valores de São Paulo era atingida por realização de lucros na última sessão do mês, em meio a dados decepcionantes da economia dos Estados Unidos.

Às 11h25, o Ibovespa .BVSP recuava 0,64 por cento, para 59.615 pontos. O volume financeiro de negócios totalizava 1,1 bilhão de reais.

Ações de empresas ligadas a commodities, especialmente as metálicas, as que mais subiram nas últimas três sessões, eram os alvos preferenciais de ordens de venda, segundo operadores.

Os papéis ordinários da Usiminas (USIM3.SA: Cotações) caíam 1,50 por cento, a 66,98 reais, devolvendo parte da disparada da véspera, que ajudou o Ibovespa a subir 3,37 por cento, na maior alta diária em oito semanas.

Dentre as blue chips, as preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) caíam 0,82 por cento, para 36,20 reais, enquanto as preferenciais da Vale (VALE5.SA: Cotações) recuavam 0,26 por cento, a 41,50 reais.

"A Bovespa está acompanhando Wall Street, por causa dos dados econômicos ruins nos Estados Unidos", disse a analista Alessandra Ribeiro, da Tendências Consultoria.

Pela manhã, o mercado conheceu que o PIB norte-americano cresceu 1,9 por cento no segundo trimestre, abaixo da previsão média dos analistas. Soube também que o total de pedidos de auxílio-desemprego na semana passada cresceu acima das expectativas.

Diante disso, o índice Dow Jones .DJI da Bolsa de Nova York caía 0,25 por cento.

No front doméstico, o teor da ata da última reunião do Copom, divulgada também antes da abertura do pregão, contribuía para alimentar a cautela nos negócios. No documento, o colegiado do Banco Central explicou os motivos que o levaram a elevar a Selic de 12,25 para 13 por cento ao ano, na semana passada.   Continuação...