Chefe da NSA diz que agência não coleta imagens de cidadãos dos EUA

terça-feira, 3 de junho de 2014 17:44 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos não está coletando rotineiramente imagens visuais de pessoas no país ou pesquisando fotos tiradas de carteiras de motorista, disse nesta terça-feira o almirante de quatro estrelas da Marinha Mike Rogers, que controla a agência de espionagem.

Rogers, que também chefia o Ciber Comando dos EUA, reconheceu que a agência usou a tecnologia de reconhecimento facial, mas afirmou que o objetivo é aprofundar o seu conhecimento de alvos de inteligência estrangeiros e de contraterrorismo, sem entrar em detalhes.

Entretanto, Rogers insistiu que a NSA não está coletando tais imagens de cidadãos norte-americanos, a menos que estejam ligados a uma investigação de um cidadão estrangeiro, e mesmo assim só depois de tomar as medidas legais apropriadas.

“Não fazemos isso de forma unilateral contra cidadãos dos Estados Unidos”, disse ele em uma conferência realizada pela Bloomberg. "Não decidimos simplesmente ‘Ah, hoje vamos atrás do Cidadão X, Y ou Z’. Não fazemos isso. Não podemos fazer isso legalmente”.

O jornal The New York Times, citando documentos que obteve do ex-prestador de serviços da NSA Edward Snowden, relatou no domingo que a agência está usando um programa de reconhecimento facial para analisar imagens de pessoas interceptadas através de suas operações de vigilância global.

O jornal disse que os documentos mostraram que a NSA interceptou milhões de imagens por dia, incluindo cerca de 55 mil “imagens com qualidade para reconhecimento facial”.

(Reportagem de Andrea Shalal)