Cores de torcida latino-americana invadem praias e ruas do Rio

terça-feira, 17 de junho de 2014 16:19 BRT
 

Por Rodriga Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A orla carioca vestiu as cores de diversos países desde o início da Copa do Mundo, mas os latino-americanos que desembarcaram no Rio de Janeiro tomaram conta dos pontos turísticos, praias e bares da cidade.

Com fama internacional e diversas atrações como Corcovado, Pão de Açúcar, praias e o histórico Maracanã, a cidade é considerada a principal porta de entrada de estrangeiros no país e por isso concentra uma variedade de nacionalidades, desta vez em clima de Copa do Mundo.

Chilenos, colombianos, mexicanos e argentinos carregam bandeiras e vestem as cores e camisas de seus países, numa harmonia colorida, mesmo quando estão fora das arquibancadas. Os latino-americanos somaram, no ano passado, quase metade dos 6 milhões de turistas estrangeiros, segundo o Ministério do Turismo.

A cidade multicolorida, no entanto, ganhou no fim de semana um tom mais azul-e-branco com a chegada de milhares de argentinos para ver no domingo o ídolo Lionel Messi na estreia da seleção na Copa, no Maracanã, contra a Bósnia.

A estimativa é que mais de 50 mil argentinos estiveram no Rio de Janeiro para o jogo. Eles deixaram mais de 100 milhões de reais no Rio de Janeiro, só no período do jogo, de acordo com autoridades da área de turismo.

A onda azul-e-branca sentiu-se em casa: a praia virou dormitório e banheiro para muitos argentinos que chegaram apenas com mochila nas costas e sede de torcer. 

Carros de grande porte como trailers invadiram o bairro de Copacabana, principal ponto de concentração dos argentinos.

“Copacabana virou Buenos Aires nesses dias. Agora parece Mercosul, porque já tem chileno chegando”, disse à Reuters Márcia Marinho, moradora do bairro.   Continuação...

 
Torcedores argentinos na praia de Copacabana. 17/06/2014 REUTERS/Pilar Olivares