Campos diz que é preciso uma limpeza na política brasileira

quarta-feira, 18 de junho de 2014 11:36 BRT
 

(Reuters) - O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, defendeu nesta quarta-feira no Rio de Janeiro uma limpeza na política brasileira e prometeu mudanças em um eventual governo sem abrir mão de conquistas inquestionávies alcançadas em gestões anteriores.

Campos, que aparece em terceiro lugar nas pesquisa eleitorais, e sua companheira de chapa como vice na disputa, Marina Silva, visitaram o centro cultural da Mangueira e um prédio federal abandonado que foi invadido por famílias pobres.

“Ali se vê o traço da exclusão social e dos preconceitos”, disse ele em discurso para moradores da comunidade. “Para vencer isso, é preciso limpar a política no Brasil e as pessoas do bem tem que usar sua indignação para enfrentar o descaso com o Brasil real."

"Precisamos fazer uma mudança para melhor, como uma mudança de casa em que se leva as conquistas e coisas boas que a vida nos deu. Não queremos levar para o futuro a corrupção, o patrimonialismo, queremos unir para mudar o Brasil”, acrescentou Campos, que foi ministro no governo Luiz Inácio Lula da Silva e apoiou por quase três anos o governo Dilma Rousseff, que busca a reeleição.

A ex-senadora Marina Silva, outra ex-ministra de Lula, criticou o atual governo ao afirmar que o país passa por um momento de desencanto.

“Como fazer para renovar as esperanças num momento em o Brasil começa a ter sensação de desencanto, preocupação e que podemos perder o que a duras penas conquistamos em função do atraso na política”, questionou ela.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)